O ímpio com a boca destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento. Provérbios 11:9








Data Publicação: 01/09/2018 14:50:06
Parte 3: Deus abandonou Israel ou os Judeus?

A Aliança Abraâmica é incondicional e foi feita entre o Eterno de Israel e os Judeus.

Dentro da Aliança incondicional, houve de fato uma condicionalidade, a de Abrão aceitar a sair da terra e parentela, o qual ele fez prontamente.

A partir da saída de Abrão, inicia a incondicionalidade contratual, sendo D'us a única parte do contrato que de fato garante a irrevogabilidade da aliança.

 

A irrevogabilidade da Aliança é garantida pela:

1) Circuncisão dos judeus no oitavo dia de nascimento.

2) Ritual contratual utilizando a imolação de animais e aves (método utilizado pelos caldeus).

3) Terminologia em hebraico que garante a perpetuidade das alianças.

4) Literalidade do cumprimento profético das alianças e profecias.

 

A superpoderosa Aliança Abraâmica e suas provisões:

1) Abraão seria uma grande nação.

2) O nome de Abraão seria famoso por todas as eras.

3) D'us abençoaria todos que abençoassem os judeus e Israel e amaldiçoaria todos os inimigos de Israel e judeus.

4) Todas as nações da terra seriam abençoadas por Israel, através do Messias e Israel será o centro de adoração da terra.

5) Promessa de um herdeiro.

6) Posteridade numerosa ou numerosas nações.

7) Nações e reis nasceriam de Abraão.

8) Jeová será o D'us de Israel e dos Judeus.

9) Posse da Palestina pelos judeus messiânicos.

10) Vinda do Mashiac Yeshua sobre Jerusalém.

 

Silas Anastácio
Evangelista e Expositor Bíblico
JERUSALÉM ETERNA