O ímpio com a boca destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento. Provérbios 11:9








Data Publicação: 24/07/2018 21:23:00
Profeta Judeu Jeremias: Adonai lembra Judá da queda de Israel

Durante o Reinado do rei Josias em Judá (640 A.C a 609 A.C), Adonai pergunta a Judá:

- Viste o que aconteceu com a rebelde Israel?

O Reino do Norte estava em uma situação caótica de idolatria, conforme descrição dos profetas Amós e Oséias.

Pai e filho se relacionavam sexualmente com a mesma mulher (prostituta cultual), os pobres eram vendidos por par de sandálias, profetas profetizavam por Baal; o povo era extremamente religioso, mas viviam de forma hipócrita, roubavam, matavam inocentes e os líderes religiosos estavam envolvidos com corrupção e adultério.

Adonai chamou a nação inúmeras vezes ao arrependimento, mas o povo não ouviu.

Como consequência da apostasia de Israel, o Reino do Norte foi invadido pelos Assírios em 722 A.C, levando a queda da nação Israelita.

Aproximadamente cem anos mais tarde, o profeta Jeremias usa como exemplo os acontecimentos de Israel, o Reino do Norte, para chamar ao arrependimento Judá, o Reino do Sul, mas mesmo assim Judá não se arrepende de sua idolatria, a nação prefere ídolos de madeira e pedra do que o D'us de Israel.

Judá estava pior que Sodoma e Gomorra - Idolatria, depravação sexual, homossexualismo, altos níveis de corrupção, homicídios e perseguição aos profetas eram práticas comuns em toda a nação sulista.

A nação estava sucumbindo à fome, epidemias, instabilidade política e o sistema religioso estava endurecido pela idolatria.

Diante deste cenário, o fim de Judá será o mesmo de Israel...

 

Silas Anastácio
Evangelista e Expositor Bíblico
JERUSALÉM ETERNA